Português Para Concurso: Tipologia Textual

Português Para Concurso: Tipologia Textual

Hoje nosso artigo não será do tipo jurídico, mas sim voltado para o português. Nosso blog, apesar de ter como objetivo difundir o conhecimento jurídico, também tentará trazer, sempre que possível, outros conteúdos relacionados a concursos e o português é muito comum em concursos dos mais diversos e não seria diferente no caso dos concursos de viés jurídico.

Portanto, hoje faremos uma breve abordagem sobre tipologia textual.

Tipologia Textual:

Quando se fala em tipologia textual, podemos falar basicamente em 6 (seis), sendo eles:

Texto narrativo, texto descritivo (descrição objetiva e descrição subjetiva), tipo dissertativo expositivo, dissertação argumentativa, tipo instrucional ou (injuntivo) e tipo dialogal.

Texto narrativo:

Tipo de texto com a predominância da narração de fatos, podendo ser feita pela 1° ou 3° pessoal. O texto pode ser ficcional ou não, ou seja, pode conter personagens reais ou ficcionais.

Dentro do texto narrativo, cabe ao narrador:

Apresentar as personagens (descrevendo-os); trazer aos leitores as falas dos personagens, podendo esta ser feia de modo direto ou indireto.

É comum, como já referido acima, a presença de:

Eventos, personagens, narrador, tempo, espaço e discurso (direto e indireto).

Texto descritivo:

Podemos dizer que é a apresentação de uma série de características de determinado ser/objeto/espaço, formando, de certo modo, uma memória no leitor/ouvinte do que está sendo descrito. A descrição poderá ser: subjetiva ou objetiva.

Descrição objetiva: neste tipo de descrição, o ser/objeto/espaço é descrito tal qual se apresenta ao mundo.

Descrição subjetiva: O ser/objeto/espaço é descrito a partir das impressões pessoais (subjetivas) de quem está realizando a caracterização.

Tipo dissertativo expositivo:

O autor do texto expõe/apresenta ideias, fatos ou fenômenos. Não tem como objetivo convencer o leitor em relação ao ponto da vista, pressupõe-se, portanto, se tratar tão somente de expor uma ideia, fato ou fenômeno.

Geralmente é escrito na terceira pessoa ou de modo individual.

Dissertação argumentativa:

Diferentemente da dissertação expositiva, a dissertação argumentativa procura formar a opinião do leitor ou ouvinte, com o objetivo de convencer de que a ideia exposta no texto está correta (certa, com a razão).

A dissertação argumentativa deve apresentar:

Consistência do raciocínio e a evidência das provas.

Tipos de evidência de provas:

Os fatos, exemplos, ilustrações, dados, estatísticos e o testemunho.

Tipo instrumental ou injuntivo:

Tem como objetivo passar ou descrever, listar ou dar instruções. Ex.: receita, instruções para realizar uma tarefa. Esse é o objetivo básico do referido tipo textual (ensinar, orientar ou instruir).

Tipo dialogal:

Basicamente, é a interação entre interlocutores. Ex.: entrevista.

Bem, esperamos que tenha gostado deste tipo de artigo. Como mencionado acima, traremos, sempre que possível, textos diferenciados que talvez possam vir a ajuda-lo em sua aprovação. Lembrando que português é essencial na vida de um concurseiro, portanto recomendamos que sempre busquem praticar e aprender mais sobre português.

Veja mais do nosso trabalho em:

Breve Análise da Ação Popular

Direito a Nomeação de Candidato Aprovado

Breve Análise da Ação Civil Pública

Você sabe o que é Ação Renovatória de Locação Comercial?

SERVIDOR PÚBLICO PODE RECEBER ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL

DPVAT E SEGURO DE VIDA

Contudo. Todavia. Entretanto. Contudo. Todavia.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 662 outros assinantes

3 comments on “Português Para Concurso: Tipologia Textual

  1. Pingback: Princípios Explícitos da Administração Pública | DIREITO EM TESE

  2. Pingback: Edital verticalizado para Concurso Unilab – Nível Médio 2019

  3. Pingback: Quando ocorre a suspensão e perda dos direitos políticos?

Deixe uma resposta